Show simple item record

dc.contributor.authorMonteiro, Paulo Henrique Nico
dc.date.accessioned2013-09-20T15:01:23Z
dc.date.available2013-09-20T15:01:23Z
dc.date.issued2012
dc.identifier.citationMONTEIRO, Paulo Henrique Nico. A saúde nos livros didáticos no Brasil : concepções e tendências nos anos inicias do ensino fundamental [online]. São Paulo : Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 2012. Tese de Doutorado em Educação. [acesso 2013-09-20]. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-04072012-131023/>.es_ES
dc.identifier.urihttp://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-04072012-131023/pt-br.php
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/123456789/1628
dc.description.abstractOs temas relacionados à saúde humana são tradicionalmente desenvolvidos desde os anos iniciais da escolarização formal, sendo obrigatórios na Educação Básica no Brasil desde 1971. Por se tratar de um termo polissêmico, a saúde, assim como os fatores que a influenciam e determinam podem ser entendidos de diversas formas que acabam por conformar distintas abordagens para o ensino do tema em sala de aula. Dentre os materiais de apoio ao professor, o livro didático, pelo papel que desempenha no cotidiano escolar, pode ser considerado como importante, senão o principal, instrumento de organização curricular, inclusive no que tange à abordagem relacionada à saúde. Portanto, o modo como a saúde está presente nesse material influencia diretamente o entendimento que alunos e professores têm sobre o tema, assim como os objetivos educacionais a ele relacionados. O presente trabalho, embasado nos referenciais teóricos dos campos da Saúde Coletiva e da Epidemiologia Social, tem como objetivo investigar como e a partir de que concepções os conteúdos relacionados à saúde humana são abordados nos livros didáticos de Ciências para os anos iniciais do Ensino Fundamental no Brasil e qual a importância atribuída aos diversos fatores que influenciam e determinam o processo saúde-doença. Foram analisadas as onze coleções aprovadas pelo Programa Nacional do Livro Didático em 2010, a partir do mapeamento dos temas relacionados à saúde, das concepções de saúde presentes, do papel atribuído aos seus determinantes e dos objetivos educacionais relacionados ao tema. Apesar de importantes diferenças encontradas entre eles, os livros tendem a abordar o tema a partir de uma perspectiva que enfatiza e reduz a saúde a seus aspectos biológicos, atribui pouca relevância aos seus determinantes sociais e tem como foco o indivíduo e seu conjunto de comportamentos e hábitos, sendo a modificação ou adequação destes o principal objetivo a ser alcançado. Sugere-se que esse material incorpore os avanços conceituais da área da saúde, a fim de tratar o tema a partir de uma moldura mais ampla que leve em conta os aspectos de distintas naturezas que interferem na situação de saúde dos indivíduos, grupos e população, com vistas a tornar mais significativas e contextualizadas as discussões sobre a saúde em sala de aula. ==ABSTRACT== The issues related to human health are traditionally developed since the early years of formal schooling, being mandatory in Basic Education in Brazil since 1971. Health, due to is a polysemic term, as well as the factors that influence and determine health situation can be understood in different ways, that ultimately conform distinct approaches to the teaching of this subject inside and outside the classroom. Among the various materials in support of the teacher, the textbook, because of the role it plays in everyday school life, can be considered as important, if not the main instrument of curriculum organization, including those related to health issues. Indeed, how health is present in this material directly influences the understanding that students and teachers have on the subject, as well as the educational objectives related to it. This study, based on the theoretical fields of Collective Health and Social Epidemiology, aims to investigate how and from what conceptions content related to human health are discussed in Science textbooks for the early years of Elementary School (Ensino Fundamental) in Brazil and what is the role attributed to several factors that influence and determine the health-disease process. We analyzed the eleven collections approved by the National Textbook Program in 2010 (PNLD 2010) from the mapping of health issues, the understandings and conceptions on health present in these materials, the role assigned to its determinants and the educational objectives related to the topic. In spite of significant differences between them, the textbooks examined tend to approach the issue from a perspective that emphasizes and reduces health discussions to its biological aspects; attaches little importance to the social determinants of health and focuses on the individual and whole behaviors and habits pointed the modification or adaptation of these as the main objective to be achieved. It is suggested that this material addresses the conceptual advances in the health area, in order to address the issue from a broader framework that takes into account the different aspects that affect the health status of individuals and population groups, in order to make more meaningful and contextualized the discussions on health in the classroom.es_ES
dc.language.isootheres_ES
dc.publisherUniversidade de São Pauloes_ES
dc.subjectConcepción de la saludes_ES
dc.subjectEducación en saludes_ES
dc.subjectEducación básicaes_ES
dc.subjectLibro de textoes_ES
dc.titleA saúde nos livros didáticos no Brasil: concepções e tendências nos anos inicias do ensino fundamentaes_ES
dc.typeThesises_ES


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record