Show simple item record

dc.contributor.authorVetromille-Castro, Rafael
dc.date.accessioned2013-05-14T21:09:17Z
dc.date.available2013-05-14T21:09:17Z
dc.date.issued2007
dc.identifier.issnhttp://hdl.handle.net/10183/14754
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/123456789/357
dc.description.abstractQuando são inseridas as novas Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) na cena educacional – seja na Lingüística Aplicada, seja na área ampla da Educação – especialmente quando é tratada a atuação docente e discente em ambiente virtual de aprendizagem (AVA), surgem questões sobre barreiras na pedagogia em meio digital, como dificuldades técnicas, pouca familiaridade com as tecnologias e a inadequação das propostas pedagógicas de dado curso em relação ao meio telemático. Essas e outras barreiras podem levar à evasão e/ou à pouca interação entre os participantes, fatos problemáticos quando se tem uma perspectiva educacional na qual a interação social é fundamental para a aprendizagem. Assim, a necessidade de estudos sobre iniciativas pedagógicas, para que se entenda a constituição e a manutenção de grupos em cursos a distância, observando aquilo que os mantêm coesos, aparece como relevante, principalmente em uma sociedade cada vez mais conectada com novas TICs. Partindo do pressuposto de que a interação social, aspecto necessário para a aprendizagem, se estabelece e persiste quando os aprendizes constituem um sistema complexo, que é originado e sustentado pelo benefício recíproco que tais aprendizes encontram na relação interativa, a presente tese investiga – em edições de um curso totalmente a distância sobre elaboração de materiais para a aprendizagem de línguas em meio telemático – como um grupo de professores em serviço e pré-serviço em um AVA se constitui como um sistema complexo e se mantém coeso, atingindo os objetivos curriculares inicialmente propostos. O referencial teórico que sustenta a proposta e a análise tem raízes no LELIC – Laboratório de Estudos sobre Linguagem, Interação e Cognição – e é constituído pela teoria geral dos sistemas (BERTALANFFY, 1973), pelo pensamento complexo (MORIN, 1995) e pela emergência (JOHNSON, 2003) – para observar a constituição e manutenção do sistema complexo que é o grupo em AVA – e pela teoria piagetiana das trocas qualitativas (PIAGET, 1973) e outros trabalhos relacionados (ESTRÁZULAS, 2004) – com vistas à verificação de elementos que “alimentam” o sistema complexo formado na relação interativa virtual que é objeto de estudo. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- The insertion of new Information and Communication Technologies (ICTs), both in Applied Linguistics and in the broader area of Education, brings questions on the barriers against the pedagogy in a digital environment, namely, technical difficulties, unfamiliar tools and resources and inadequate pedagogical initiatives, especially when it comes to teachers’ and students’ actions in virtual learning environments (VLEs). Such barriers can result in course dropping out and/or lack of interaction among participants, which are concerning facts when one follows the educational perspective that social interaction is essential for learning. Thus, the need for studies on pedagogical initiatives, so that one understands not only the constitution but also the maintenance of distance education groups, observing the aspects which keep participants together, becomes all relevant, given the fact that society is increasingly connected with the new ICTs. Taking into consideration the presumption that social interaction, a necessary aspect for learning, is established and sustained when learners constitute a complex system, which in turn originates and is maintained by the reciprocal benefit learners find in the interactive relationship, the research investigates – in three editions of a CALL material distance learning course – how a group of pre-service and in-service teachers in a VLE constitutes a complex system which continues cohesive and reaches the objectives initially proposed in the course plan. The theoretical support and the analysis are rooted in the Laboratory of Studies on Language, Interaction and Cognition (LELIC) and it is constituted by the General System Theory (BERTALANFFY, 1973), by the Complex Thought (MORIN, 1995) and by the Emergence (JOHNSON, 2003) – in order to observe the origin and the sustainability of the complex system that is the group in the VLE – and by Piaget’s Qualitative Exchange Theory (1973) and other related research (ESTRAZULAS, 2004) – in order to identify the elements which feed the complex system emerging from the interactive relationship focused on in this study.en_US
dc.language.isootheren_US
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Sulen_US
dc.subjectAprendizaje en líneaen_US
dc.subjectEnseñanza de idiomasen_US
dc.subjectLengua extranjeraen_US
dc.subjecten_US
dc.subjectEducación a distanciaen_US
dc.titleA interação social e o benefício recíproco como elementos constituintes de um sistema complexo em ambientes virtuais de aprendizagem para professores de línguasen_US
dc.typeThesisen_US


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record